02.01.2019 | 08h21

MP enquanto a reforma não vem

A equipe de Paulo Guedes deve editar uma medida provisória revendo regras infraconstitucionais para aposentadoria antes da chamada batalha da Previdência, informa a Folha. A ideia é corrigir distorções e moralizar a concessão de benefícios, uma espécie de aperitivo à reforma.

Não é a primeira vez que se tenta esse atalho para mexer na Previdência. Joaquim Levy tentou rever pensões por morte e auxílio-doença em 2015, no governo Dilma Rousseff, mas o Congresso derrubou parte do alcance das medidas. O governo Michel Temer tentou elevar contribuições previdenciárias também por MP, mas o STF derrubou a medida.

 


VOLTAR PARA O ESTADÃO