23.10.2018 | 13h53

Mourão diz que cabe processo

O candidato a vice na chapa de Jair Bolsonaro, general Hamilton Mourão, afirmou ao Estadão que vai processar o cantor Geraldo Azevedo que o acusou no fim de semana de torturá-lo durante o regime militar. A fala do compositor foi repetida por Fernando Haddad durante sabatina no Globo, nesta terça, 23.

“É uma coisa tão mentirosa”, disse Mourão. “Ele me acusa de tê-lo torturado em 1969. Eu era aluno do Colégio Militar em Porto Alegre e tinha 16 anos”, afirmou o general da reserva. “Cabe processo.” O cantor afirmou mais tarde que se equivocou e pediu “desculpas pelo transtorno”.


VOLTAR PARA O ESTADÃO