08.11.2018 | 18h02

Moro quer endurecer penas

O juiz federal Sergio Moro, futuro ministro de Justiça e Segurança Pública no governo Bolsonaro, afirmou nesta quinta-feira, 8, que é necessário criar mais vagas para presos e que pode ser necessário “criar um filtro melhor” em relação a prisões, diante do cenário de superlotação nos presídios nacionais.

Segundo reportagem do Estadão, Moro defendeu também o endurecimento das regras para impedir que presos por crimes cometidos com extrema violência saiam rapidamente da prisão. Hoje, há 726 mil presos no País e um déficit de 358 mil vagas, de acordo com os dados mais recentes do Departamento Penitenciário Nacional. / J.F.


VOLTAR PARA O ESTADÃO