23.11.2018 | 14h15

Moro evita polêmica de Witzel

O futuro ministro da Justiça e da Segurança Pública, Sérgio Moro, afirmou há pouco que “não parece” que a proposta do governador eleito do Rio, Wilson Witzel, seja matar suspeitos de crimes sem o devido processo legal. Durante a campanha, Witzel defendeu a morte de pessoas que portem fuzis pelas forças policiais, informou o Broadcast Político.

Depois de eleito, Witzel reafirmou as promessas feitas durante a campanha em entrevista ao Estadão. “Se for um ato em confronto, em que o policial está acobertado por uma excludente de ilicitude, não é homicídio, é morte em combate”.


VOLTAR PARA O ESTADÃO