28.02.2019 | 20h04

‘Moro é movido a likes’

O jogo virou: enquanto a ala “olavista” comemora o recuo de Sérgio Moro na exoneração de Ilona Szabó para o Conselho Nacional de Política Criminal e Penitenciária, o outro lado, que antes comemorava a indicação agora critica a decisão do ministro. “Esse episódio mostra que o governo é frágil e que temos um ministro da Justiça movido a likes em redes sociais”, disse para o Uol o presidente do Conselho Nacional de Direitos Humanos, Leonardo Pinho.


Notícias relacionadas
VOLTAR PARA O ESTADÃO