10.02.2019 | 15h29

Moro e Defesa vencidos no decreto das armas

Já se sabia, pela apuração de bastidores, que Sérgio Moro havia sido vencido em vários pontos no decreto que flexibilizou a posse de armas. Essa queda de braço, acrescida de divergências entre o presidente Jair Bolsonaro e o Exército, fica evidenciada em reportagem do Globo que obteve, via Lei de Acesso à Informação Pública, trocas de emails que precederam a edição final do decreto e mostram atuação direta de Bolsonaro para facultar a posse de mais armas que o pretendido por Moro e para incluir os clubes de tiro no texto –algo a que o Exército era contrário.


VOLTAR PARA O ESTADÃO