23.11.2018 | 11h07

Modelo inédito, consequências imprevisíveis

O presidente eleito, Jair Bolsonaro, adota um modelo inédito na história brasileira na montagem de seu ministério. São três estratégias: criação de superestruturas, protagonismo das Forças Armadas, e diminuição do poder dos partidos, buscando pontes diretas com setores da sociedade e com bancadas transversais no Congresso. O método ainda tem consequências legislativas imprevisíveis, informou o Valor.


VOLTAR PARA O ESTADÃO