07.03.2019 | 07h51

Ex-candidata acusa ministro do Turismo por laranjal

Uma integrante do PSL de Minas Gerais denunciou, ainda em setembro do ano passado, ao Ministério Público Eleitoral de Minas Gerais, o hoje ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio, dizendo que ele a convidou para ser candidata-laranja a deputada estadual com o compromisso de devolver parte dos recursos do fundo eleitoral para o partido. A denúncia, a primeira a implicar o ministro pessoalmente, foi obtida pela Folha, que publica nesta quinta-feira reportagem sobre o caso.

“Eu não entendia de nada, eles que fizeram tudo [para registrar a candidatura], eu não tirei uma certidão minha, eles tiraram por lá, eu só enviei meu documento e eles fizeram tudo. Acredito, sim, que fui mais uma candidata-laranja, porque assinei toda a documentação que era necessária e não tive conhecimento de nada que eu estava fazendo (…) Fui usada, a minha candidatura foi usada para fazer parte de uma lavagem de dinheiro do partido”, afirmou Zuleide ao jornal. O ministro disse não se lembrar do encontro com Zuleide, em 11 de setembro.


VOLTAR PARA O ESTADÃO