22.05.2018 | 08h01

Ministro favoreceu negócio da família

O ministro da Saúde, Gilberto Occhi, liberou, quando estava na Caixa Econômica Federal, R$ 200 mil usados na compra de uma casa lotérica vendida pelo seu filho e seu enteado em Alagoas.

A Folha teve acesso a uma investigação interna da CEF sobre a liberação dos recursos, feita em 2013, quando Occhi era superintendente do banco para o Nordeste. Depois, o ministro chegou a presidente da Caixa, cargo que deixou para assumir a Saúde.

 


VOLTAR PARA O ESTADÃO