17.01.2019 | 16h04

Ministro do STF: pedido é ‘elevador para o inferno’

“Ao levar o caso ao STF, Flávio Bolsonaro pegou um elevador para o inferno”, reagiu um ministro do STF diante da liminar obtida pelo senador e filho de Jair Bolsonaro paralisando o inquérito para investigar o ex-assessor Fabrício Queiroz. “Agora a Procuradoria-Geral da República terá de entrar no caso. E o filho passará a ser investigado no STF, o que significa investigar também o pai, que já disse que recebeu recursos dessa conta”, pondera o ministro.

Internamente, na corte, a avaliação é que, para ter recorrido ao STF, Flávio Bolsonaro deve ter a informação de que ou já é ou passaria a ser em breve investigado no inquérito. “Mas ao precipitadamente levar o caso a Brasília ele elevou em muitos graus a temperatura da crise”, avalia o magistrado. / V.M.


VOLTAR PARA O ESTADÃO