26.07.2018 | 16h28

A crítica do ministro da Cultura à ‘censura’ no Facebook

Além do ministro Moreira Franco, das Minas e Energia, Sérgio Sá Leitão, da Cultura, também veio a público nesta quinta-feira, 26, para criticar o bloqueio de cerca de 300 contas pelo Facebook, incluindo páginas e perfis ligados ao MBL e ao movimento Brasil 200, criado pelo empresário Flavio Rocha, ex-pré-candidato à Presidência pelo PRB.


“O Facebook encerrou diversos perfis de pessoas e instituições sob a alegação de divulgarem fake news”, afirmou Leitão em sua página no Twitter. “Acompanhava alguns desses perfis, como o do Movimento Brasil 200, e jamais vi fake news em seus posts. Trata-se de censura política. Os democratas não podem se calar. Absurdo!” / J.F.

VOLTAR PARA O ESTADÃO