02.08.2018 | 08h52

Minas revive o ‘ano da marmota’

Se Aécio Neves decidir mesmo rever seu “ato de contrição” anunciado para convencer Antonio Anastasia a disputar o governo e insistir em ser candidato ao Senado, o eleitor de Minas será confrontado com a reedição do duelo de 2014 entre Dilma Rousseff e o tucano.

Trata-se de 2014, uma espécie de “ano da marmota”, como definiu a jornalista Carol Pires (@pirescarol), colunista do NYTimes en Español, em seu perfil no Twitter. Um feitiço do tempo que os mineiros terão o desprazer de reviver. / V.M.


VOLTAR PARA O ESTADÃO