04.03.2019 | 08h35

Militares são freio contra extremismo de direita

Em artigo no domingo, 3, sobre o governo do presidente Jair Bolsonaro, o site da agência internacional Bloomberg afirma que, apesar do alarme que surgiu durante o período eleitoral e pós-eleitoral, os militares têm sido os responsáveis por limitar o extremismo do governo. Enquanto isso, os civis são os responsáveis por causar confusão neste primeiro bimestre de governo.

A publicação avalia que o resultado disso é a diminuição da resistência por parte da população em relação aos militares. “Em meio a um começo turbulento do governo Bolsonaro, com escândalos e crises internas e externas, os militares mantiveram-se fora das manchetes e foram aplaudidos por sua capacidade de resolver problemas, em vez de criá-los”, aponta um trecho do artigo.


VOLTAR PARA O ESTADÃO