01.11.2018 | 11h46

Militares com regime próprio

O projeto de reforma da Previdência de Arminio Fraga e equipe inclui um regime próprio para as Forças Armadas com “elevação progressiva da alíquota de contribuição previdenciária de 7,5% para 11%, sendo aumentado em 0,5% a cada ano; e renúncia de contribuição (e do direito correspondente) para manutenção de filhas ao benefício de pensão”, afirma o Valor.

A publicação lembra que o Tesouro Nacional calculou em R$ 28,5 bilhões o déficit, de janeiro a agosto deste ano, que o governo federal precisa cobrir para assegurar a aposentadoria e pensões dos militares. Uma alta de 12,7% em relação ao mesmo período do ano passado. A proposta de Fraga foi entregue à nova equipe econômica do futuro governo.

 

 

Notícias relacionadas
VOLTAR PARA O ESTADÃO