21.08.2018 | 08h20

Meirelles ‘rebelde’

A ação no TSE para contestar o apoio de sete partidos na coligação de Geraldo Alckmin nada teve a ver com o Planalto ou o presidente Michel Temer, alegam aliados ao Painel, da Folha. Parte da equipe de Henrique Meirelles teria agido sozinha na ofensiva, sem consultar nem mesmo João Henrique Sousa, homem de confiança de Temer e coordenador político da campanha presidencial de Meirelles.


VOLTAR PARA O ESTADÃO