22.02.2019 | 10h32

Meio ambiente, Bolsonaro e comunismo

“O governo Bolsonaro foi eleito pela maioria, de forma democrática. Alguns de seus ministros, Agricultura e Meio Ambiente, consideram que o controle ambiental sobre a produção é coisa de comunista fantasiado de defensor do meio ambiente”, escreveu Fernando Gabeira em seu artigo nesta sexta-feira, 22, no Estadão.

O colunista afirma que por mais que o presidente Jair Bolsonaro deteste os comunistas, nada se parece mais com eles do que as posições de seu governo em relação ao crescimento e meio ambiente. O próprio PT em 2003, diz o colunista, tinha uma visão ambiental atrasada e replicava a visão dos velhos partidos comunistas.


VOLTAR PARA O ESTADÃO