13.04.2018 | 06h15

Medo de prisão volta a unir PT e Temer

O medo da prisão após condenação em segunda instância operou um “milagre”: voltou a reunir petistas e integrantes do governo Michel Temer, rompidos desde o impeachment. Os dois lados pressionam o STF. Reportagem de Andreza Matais e Ricardo Galhardo no Estadão mostra que petistas como Gilberto Carvalho e Luiz Marinho estiveram com Alexandre de Moraes. Dias antes, o ex-chefe de gabinete de Lula se encontrou “por acaso” com Temer no Planalto, ao visitar uma amiga.

Moraes, que tem votado pela prisão após segunda instância, também seria alvo de irritação de Temer, que o nomeou. Em almoço recente, Gilmar Mendes teria brincado que o presidente deveria nomeá-lo de volta para o seu ministério.


Mais conteúdo sobre:

PTSTFgilmar mendesMichel Temer
VOLTAR PARA O ESTADÃO