28.02.2019 | 07h16

MEC desiste de vez de vídeos de crianças

O Ministério da Educação desistiu de vez de pedir às escolas que enviem vídeos de crianças cantando o Hino Nacional perfiladas, após a leitura de uma carta do ministro Ricardo Vélez Rodrigues. A justificativa não foi um recuo da intenção de usar imagens das crianças em propaganda oficial, e sim técnica. De acordo com reportagem do Estadão, a assessoria jurídica da pasta alega “dificuldade técnica” de armazenamento dos vídeos e recomenda a retirada da recomendação.

O comunicado do MEC às escolas já havia sido amenizado, e a carta de Vélez Rodrigues, alterada para que fosse retirada a menção final ao slogan de campanha de Jair Bolsonaro. Ainda assim, a ideia de filmar as crianças continuou gerando controvérsia jurídica e política. A Procuradoria dos Direitos do Cidadão do Ministério Público Federal havia dado prazo para que a pasta se manifestasse sobre a orientação, agora tornada sem efeito.


VOLTAR PARA O ESTADÃO