20.07.2018 | 08h04

MDB barrado no baile do centro

Michel Temer chega ao fim de seu governo com toda a pinta de José Sarney. Com as conversas para alianças a todo vapor nas últimas semanas, não se viu nenhum cortejo ao MDB, partido que tem o terceiro maior tempo de TV e a maior capilaridade do País. Tanto que o antes desacreditado Henrique Meirelles ganhou aval da cúpula da legenda meio por W.O.

Diante da muralha de partidos em torno de Geraldo Alckmin –são nove já confirmados, com uma bancada de 277 deputados– resta saber se o pragmático comando do MDB vai insistir no respaldo a Meirelles, que, nas pesquisas, tem índices ainda menores que os do emedebista lançado na esteira do governo Sarney: Ulysses Guimarães em 1989. / V.M.


VOLTAR PARA O ESTADÃO