14.07.2018 | 13h37

MBL prevenido contra Lula

Enquanto o PT espera o dia 15 de agosto para o TSE confirmar se Lula será ou não candidato, o Movimento Brasil Livre não quer esperar até meia-noite para abrir seu presente. Por meio de dois de seus coordenadores, Rubens Nunes e Kim Kataguiri, o MBL ingressou no TSE com um pedido para que o ex-presidente seja declarado inelegível para qualquer cargo desde já.

De acordo com o site Jota, eles também querem que Lula seja impedido de praticar atos de campanha e de ser citado em pesquisas. A defesa do petista argumento que tal pedido poderia ser feito apenas por candidatos, partido político, coligação ou pelo MP. ” O tal MBL, seja o que for, partido político não é. A iniciativa é meramente midiática. Foi proposta para buscar likes em redes sociais”, disse em nota os advogados de Lula.


VOLTAR PARA O ESTADÃO