28.05.2018 | 15h40

MBL e VPR contra Bolsonaro

Em publicações feitas nas redes sociais, os principais movimentos que organizaram as manifestações pelo impeachment de Dilma, como o MBL e o VPR, não deixam dúvidas de que estão na ponta oposta de Bolsonaro e de partidos e organizações de esquerda em relação ao movimento dos caminhoneiros, apesar de reconhecerem as dificuldades provocadas pela alta carga tributária do País.


Enquanto Bolsonaro e as esquerdas apoiam a categoria e defendem a concessão de privilégios aos caminhoneiros com dinheiro dos pagadores de impostos, o MBL e o VPR criticam as medidas adotadas pelo governo para tentar conter o protesto, como o congelamento de preços do frete e o repasse da conta para os contribuintes, sem a correspondente redução de gastos públicos. / José Fucs

Mais conteúdo sobre:

MBLVPRBolsonaro
VOLTAR PARA O ESTADÃO