03.01.2019 | 09h46

Marun fica em Itaipu

A nomeação de Carlos Marun para o conselho de Itaipu, feita ao apagar das luzes do governo Temer, não poderá ser anulada, como adiantou o BR18 na tarde de ontem, 2, pois trata-se de “ato jurídico perfeito”, aquele que, após realizado, não pode ser revisto. Essa foi a informação repassada pela assessoria ao presidente Jair Bolsonaro. Foi essa a razão que obrigou Bolsonaro a recuar da sua decisão de exonerar Marun, informou a Coluna do Estadão.


VOLTAR PARA O ESTADÃO