15.03.2018 | 08h24

Marun e o impeachment que pode sair pela culatra

O ministro da articulação política, o expedito Carlos Marun, já está com o pedido de impeachment de Luis Barroso, do STF, redigido. É o que informa a Coluna do Estadão desta quinta-feira.  Ele pretende, inclusive, reassumir o mandato para protocolar o pedido no Congresso.

A pressa pode ser boa para contar pontos com o chefe, Michel Temer, mas pode sair pela culatra: poucas coisas têm tanto poder de unir um Supremo Tribunal Federal tão desunido quanto o corporativismo. E pedir impeachment de um ministro é a forma mais evidente de fazer aflorar esse espírito de corpo. Basta lembrar Rodrigo Janot, que pediu o impeachment de Gilmar Mendes e não obteve o apoio nem dos desafetos do ministro. /V.M.


VOLTAR PARA O ESTADÃO