28.09.2018 | 11h52

Marqueteiros faturam menos

A proibição de doações empresariais tem impacto direto na receita dos publicitários. Segundo levantamento da revista Época, se em 2014 os candidatos à Presidência gastaram R$ 652 milhões, neste ano o gasto é de R$ 123 milhões.

“Vai comprar um bolo? Custa R$ 1.000. É para eleição? Custa R$ 5 mil”, resume Fernando Tembra, da equipe de Henrique Meirelles, o funcionamento dos orçamentos. No atual período de vagas magras, as equipes estão obrigadas a fazer malabarismo, sem desconsiderar Facebook, Twitter e WhatsApp.


Mais conteúdo sobre:

eleições marqueteiro
VOLTAR PARA O ESTADÃO