26.03.2018 | 21h39

Marina e a cana na Amazônia

Cinco ex-ministros do Meio Ambiente aderiram ao movimento contra a aprovação pelo Senado do projeto  que libera o plantio de cana de açúcar em áreas degradadas da Amazônia. Marina Silva, pré-candidata da Rede, se juntou ao grupo formado pelos ex-ministros Carlos Minc, Izabella Teixeira, José Carlos Carvalho e Rubens Ricupero.

“A liberação da cana na Amazônia é a gota d’água para sua destruição”, disse. “Não bastasse a retomada do aumento do desmatamento, que foi de 45% de 2012 a 2017”, acrescentou. /M.M.


Mais conteúdo sobre:

Marina Silva
VOLTAR PARA O ESTADÃO