22.09.2018 | 10h24

Marina preocupada com ‘quase religião’ eleitoral

Marina Silva (Rede) não esconde de ninguém que é religiosa. Mas durante sua participação no Jornal da Globo, na madrugada deste sábado, a candidata criticou justamente o excesso de fé de parte do eleitorado em alguns dos candidatos à Presidência da República. “Eu fico muito preocupada com essa história de eleitor cativo. Não importa se roubou, não importa se agrediu, é fiel. É como se fosse quase uma religião”, disse.

Com 6% das intenções de voto segundo a última pesquisa Ibope, Marina classificou seu eleitor como sendo “mais livre”. “O meu eleitor é o mais livre. Porque não tem uma aderência a priori. São pessoas que são livres para dar o seu voto em quem quiser”, afirmou. .


VOLTAR PARA O ESTADÃO