17.04.2018 | 08h29

Marina em marinês castiço

Marina Silva afirmou que as regras eleitorais que definem a divisão do fundo eleitoral e partidário e do tempo de TV são fruto de um acordo dos grandes partidos para que o País “não ouse mudar”. Maior beneficiária da saída de Lula do pleito, Marina falou a Merval Pereira no Globo.

Ela reafirma a candidatura e negou que esteja sumida, citando várias questões cruciais do debate nas quais sustenta que se posicionou, sim. O “marinês”, dialeto que apresentou ao Brasil em 2010 e 2014, também segue castiço, pelas declarações da ex-ministra. / V.M.


VOLTAR PARA O ESTADÃO