12.07.2018 | 09h09

Marina e os evangélicos

A pré-candidata da Rede ao Planalto, Marina Silva, mantém contato discreto com a igreja evangélica. Como observa a Folha, a ex-senadora costuma a agradecer a Deus em suas falas e frequenta semanalmente a igreja em Brasília.

No entanto, Marina insiste que mantém a religião separada da política e chega a defender opiniões que desagradam à maioria dos fiéis, como aborto, drogas e casamento entre pessoas do mesmo sexo.


VOLTAR PARA O ESTADÃO