09.01.2019 | 19h03

Marina chama de ‘atrocidade’ decisão sobre livro didático

Adversários de Jair Bolsonaro seguem batendo pesado no governo pela mudança no edital do Livro Didático, abrindo brecha para que sejam publicados erros. Dessa vez, foi Marina Silva quem criticou o presidente.

“Educação de qualidade não é compatível com a atrocidade desse governo em suprimir do edital do Programa Nacional do Livro Didático referências sobre a não-violência contra a mulher, menção aos povos do campo e quilombolas e as exigências bibliográficas”, atacou. /M.M.


Mais conteúdo sobre:

Marina Silvalivros didáticos
VOLTAR PARA O ESTADÃO