16.09.2018 | 09h26

Maré boa para o PT

“Haddad (PT) vira o novo fenômeno de 2018 e enfrenta dois problemas. Um é ter de falar no ex-presidente Lula de manhã, de tarde, de noite e de madrugada, aumentando a percepção de que seria uma marionete de Lula, uma escada para a volta do próprio Lula à Presidência. O outro problema é que todos os candidatos batiam em Geraldo Alckmin (PSDB), mas agora desviam suas baterias para Haddad”, escreveu Eliane Cantanhêde no Estadão.

Os ventos estão soprando pró-PT, analista a colunista, que acredita que depois de passar Alckmin e Marina, Haddad tende a ultrapassar Ciro e assumir a segunda posição nas pesquisas.


Mais conteúdo sobre:

PTHaddadpesquisas
VOLTAR PARA O ESTADÃO