23.03.2018 | 20h44

Marco Aurélio se diz ‘crucificado’ pela sociedade

O ministro do Supremo Tribunal Federal Marco Aurélio Mello, que pediu adiamento da votação do habeas corpus de Lula porque já havia feito check-in em um voo, diz estar sendo “crucificado”.

“O patrulhamento é muito grande. A sociedade tem que pensar que existem homens de bem. Não pode a sociedade presumir que todos sejam salafrários até que provem o contrário”, disse, de acordo com reportagem do Estadão.

 


VOLTAR PARA O ESTADÃO