31.05.2018 | 19h29

Manuela e o protecionismo

Para Manuela D’ávila, o Brasil corre risco e está exposto na “guerra comercial que o mundo vive”. A pré-candidato ao Planalto pelo PCdoB se refere à política protecionista adotada pelos Estados Unidos em relação ao aço e alumínio importado de México, Canadá e União Europeia.

“Só um governo comprometido com a nação e com o seu povo pode proteger o Brasil nessa guerra comercial que o mundo vive. Com Temer, Pedro Parente e os candidatos do campo deles no poder seremos liquidados pelos interesses das grandes potências”, criticou. /M.M.


Mais conteúdo sobre:

manuela davila
VOLTAR PARA O ESTADÃO