02.07.2018 | 17h36

‘Próximo adversário é o conservadorismo’

Manuela D’Ávila parece não estar dando muita bola para a sequência da Copa do Mundo. A pré-candidata do PCdoB à Presidência da República aproveitou a classificação da seleção para falar de política. Segundo ela, o próximo adversário do Brasil não é nem o Japão, nem a Bélgica e sim o “conservadorismo”.

“Próximo adversário do Brasil é o conservadorismo! E vamos derrotá-lo em outubro”, disse Manuela.


Mais conteúdo sobre:

manuela davila
VOLTAR PARA O ESTADÃO