09.08.2018 | 10h06

Manu ‘só para adornar’?

A deputada estadual Manuela D’Ávila (PC do B-RS) aceitou abrir mão de sua candidatura ao Planalto para ser vice do petista Fernando Haddad, caso Lula não possa participar da disputa, que é a hipótese mais provável. Mas, ao que parece, terá apenas um papel decorativo na campanha.  Segundo a Folha, Haddad afirmou que “o vice é uma pessoa mais simbólica do que efetiva”, em entrevista à rádio Guaíba, do Rio Grande do Sul, na quarta-feira, 8.

A afirmação de Haddad foi motivo para deboches de Manuela — que costuma vestir uma camiseta com os dizeres “lute como uma garota” — nas redes sociais. “Só para adornar?”,  ironizou a economista Elena Landau, presidente do Conselho Acadêmico do movimento Livres, de orientação liberal, em seu perfil no Twitter. “Manu não vai reclamar do machismo do Haddad?”, acrescentou. / J.F.

 


VOLTAR PARA O ESTADÃO