20.11.2018 | 11h33

‘Mais vantajoso que vender açúcar e rum’

A polêmica em torno da decisão do governo cubano de retirar seus profissionais do programa Mais Médicos, depois que Jair Bolsonaro prometeu rever as regras da parceria, se transformou numa gigantesca queda de braço entre bolsonaristas e petistas.

“A exploração dos médicos cubanos no programa Mais Médicos era mais vantajosa para Cuba que exportações como açúcar e rum. Os médicos lá são tratados como mercadoria. Isso é justo?”, provocou o deputado federal Carlos Manato (PSL-ES), fiel defensor de Bolsonaro./M.M.


Mais conteúdo sobre:

Mais MédicosCarlos Manato
VOLTAR PARA O ESTADÃO