03.07.2018 | 06h31

Mais um impasse para o STF arbitrar

Todos os caminhos levam ao STF. E depois reclamam do protagonismo da Corte. Agora foi o TCU que decidiu recorrer ao Supremo para que decida se provas obtidas a partir de delações de pessoas físicas e acordos de empresas podem ser usados por outros órgãos em processos contra essas mesmas empresas, informa o Estadão.

Ao fazê-lo, o ministro Edson Fachin, a quem foi encaminhado o pedido, decidirá sobre impasse criado a partir da proibição do juiz Sérgio Moro de compartilhar essas delações com órgãos de controle.


VOLTAR PARA O ESTADÃO