08.03.2019 | 14h37

Maia sugere que BPC fique fora da reforma

O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), defendeu nesta sexta-feira, 8, a não alterações no Benefício de Prestação Continuada (BPC), como proposto no texto da reforma da Previdência enviado ao Congresso. “A gente tem que tomar cuidado para não incluir algo que, do ponto de vista fiscal, é nulo e do ponto de vista político pode ser mortal para a reforma”, afirmou.

Para ele, este ponto que trata sobre benefícios assistenciais a idosos de baixa renda “parece uma proposta razoável, interessante, só que não é isso que a sociedade que está interpretando”. “Acho que tudo que gera dificuldade na comunicação é melhor que não seja tratado”, argumentou.


VOLTAR PARA O ESTADÃO