25.02.2019 | 11h37

Maia: ‘Sem regra a militares, reforma vai atrasar’

O presidente da Câmara, Rodrigo Maia, pede pressa ao governo para o envio das propostas de reforma previdenciária aos militares. “Disse ao Onyx (Lorenzoni, ministro da Casa Civil) que se não encaminhar, vai atrasar”, afirmou ele ao Valor. Sua previsão de tramitação do texto já sofreu alteração, passando de maio para junho.

Soma-se à corrida de obstáculos, segundo ele, a falha do Palácio do Planalto em passar para a população o que se propõe. “Pessoal não está conseguindo responder aos vídeos de quando Bolsonaro era contra idade mínima aos 65 anos e agora é a favor. Ele tem que ir para as redes, pela capacidade de comunicação simples e objetiva que tem, para rebater isso”, sugeriu.


VOLTAR PARA O ESTADÃO