24.05.2018 | 12h47

Maia pede ‘solução para a crise’

Depois de perceber que o impacto de zerar o PIS/Cofins sobre o diesel seria maior do que havia calculado, Rodrigo Maia rejeitou a avaliação de que teria errado nas contas do impacto da benesse aos caminhoneiros.

“Isso não é o mais importante. O preço na ponta está impossível de pagar. O importante é, inconteste, uma solução para a crise”, disse. A frustração de receitas com a medida seria de R$ 10 bilhões, e não de R$ 3,5 bilhões.


Mais conteúdo sobre:

Rodrigo Maia
VOLTAR PARA O ESTADÃO