13.03.2019 | 18h33

Maia não quer saber de ‘professores armados’

O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, não quer nem ouvir falar em “professores armados” como defendeu o senador Major Olímpio após o massacre desta quarta-feira, 13, em uma escola em Suzano (SP). “Espero que não comecem a dizer que se professores estivessem armados teriam resolvido o problema”, disse. “Segurança pública não é de responsabilidade do cidadão. Um pedido assim é sobre porte de arma em área urbana. Assim passamos para a barbárie.”


VOLTAR PARA O ESTADÃO