07.02.2019 | 13h53

Maia: ‘Não adianta antecipar a reforma se não tiver voto’

Já escaldado pelos problemas enfrentados durante a fracassada tentativa de aprovar a reforma da Previdência enviada pelo governo de Michel Temer, o presidente da Câmara, Rodrigo Maia, lembra que não adianta acelerar a tramitação da proposta enquanto não houver votos para aprová-la. O mercado acabou reagindo mal nos últimos dias por causa da expectativa frustrada de que a reforma poderia ser votada rapidamente. “Não adianta antecipar a reforma se não tiver voto”, afirmou Maia ao BR18.

Para o deputado, o “ruído na comunicação” da proposta também atrapalha. “O maior problema da reforma é o ruído na comunicação. É a contaminação de falsas verdades, de falsas mudanças, que não vão ocorrer. Os presidentes dos sindicatos não defendem as posições deles. Eles falam sobre a defesa dos mais pobres que, no fundo, não estão defendendo coisa nenhuma”, disse ao BR18/Marcelo de Moraes


VOLTAR PARA O ESTADÃO