02.02.2019 | 20h26

Maia faz alerta sobre Previdência

Reeleito, o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), mandou um recado para o governo e disse que “no curto prazo” não há 308 votos necessários para a aprovação da reforma da Previdência. Visto pela equipe econômica como um aliado na votação de medidas importantes, Maia expôs divergências com o principal articulador político do Palácio do Planalto, o ministro da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, também do DEM.

“A nova forma de Bolsonaro trabalhar pode não gerar 308 votos no curto prazo”, afirmou. Ele ainda acusou Onyx de ter trabalhado contra sua reeleição e ironizou: “Se ele tivesse interferido com sucesso aqui, o resultado seria outro. Não creio que tenha atuado, porque é muito competente”. Em seguida, elogiou o ministro da Secretaria-Geral da Presidência, Gustavo Bebianno: “Foi muito correto comigo”, informou o Estadão.


VOLTAR PARA O ESTADÃO