24.05.2018 | 13h45

Maia dispara contra o governo (2)

Pré-candidato ao Planalto, Rodrigo Maia reclama que o governo tinha margens de receitas no ano passado para impedir a disparada no preço dos combustíveis.  “Há uma expectativa de arrecadação extra no petróleo em 2018, com royalties e bônus de assinatura, que vai variar entre R$ 13 e R$14 bilhões. E eles não podem fazer nada”, critica em conversa com o BR18.

Maia é acusado por aliados do presidente Michel Temer de agir eleitoralmente. Ele rebate, contestando a insensibilidade do governo. “No final do ano, o governo tinha uma previsão de arrecadar R$ 3 bilhões com o Refis e fechou com R$ 35 bilhões. E não usaram este recurso extra para reduzir preços do gás e diesel. Usaram contra o déficit. Só que as pessoas não vivem de déficit”, protesta. /M.M.


VOLTAR PARA O ESTADÃO