14.05.2019 | 13h03

Maia de novo na mira bolsonarista

É sempre assim: quando alguma notícia, e não precisa ser um tsunami, recai sobre o clã Bolsonaro, os militantes nas redes sociais buscam um boi de piranha para desviar as atenções. O desta vez é, de novo, o presidente da Câmara, Rodrigo Maia. O motivo é a delação do dono da Gol, Henrique Constantino, que cita Maia entre os beneficiados de suposto esquema de pagamento de propina.

A cada notícia sobre Flávio Bolsonaro e Fabrício Queiroz, que tiveram os sigilos quebrados num desenvolvimento das investigações do Ministério Público sobre as movimentações financeiras atípicas do ex-assessor do hoje senador, se multiplicam comentários de militantes sobre Maia –que, é claro, já detectou o movimento. A delação ainda precisa de provas de corroboração e o caso tem de ser investigado. A dúvida é: em que voltar as baterias contra o presidente da Câmara refresca a vida do governo numa semana já para lá de tumultuada na Câmara, em que ele pode ser a diferença entre uma derrota pontual e outra mais séria? Os robôs bolsonaristas são muito mal programados. / Vera Magalhães


VOLTAR PARA O ESTADÃO