30.11.2018 | 08h32

Macron sobe o tom com Bolsonaro

Em resposta à decisão do Brasil de não sediar o encontro sobre mudanças climáticas da ONU, influenciada pelo presidente eleito Jair Bolsonaro, e da possível retirada do País do Acordo de Paris, também já sugerida por ele, o presidente da França, Emmanuel Macron, disse na quinta-feira, 29, que a assinatura de um acordo comercial da União Europeia com o Mercosul depende do apoio do governo brasileiro ao tratado, cujo objetivo é tentar minimizar os impactos do aquecimento global.

“Do lado francês, eu digo claramente que não sou favorável à assinatura de um acordo comercial amplo com potências que não respeitam o Acordo de Paris e que anunciam que não vão respeitar o Acordo de Paris”, disse Macron, que está em Buenos Aires para a reunião de líderes do G-20, a ser iniciada nesta sexta-feira, 30. / J.F.


VOLTAR PARA O ESTADÃO