21.05.2018 | 11h18

M de Marun, M de Meirelles

Um dos principais defensores da pré-candidatura de Michel Temer, o ministro da Secretaria de Governo, Carlos Marun, já sentiu que o vento mudou de direção dentro do MDB.

Com o presidente já fora do jogo eleitoral, o repórter Igor Gadelha, do Broadcast, informa que Marun aproveitou o encontro do partido no Mato Grosso do Sul para dizer que o MDB “faria barba, cabelo e bigode”, elegendo André Puccinelli governador, Waldemir Moka para o Senado e, “quem sabe, Henrique Meirelles para presidente”. O ex-ministro da Fazenda, presente ao encontro, sorriu com a menção. /M.M.


Mais conteúdo sobre:

Henrique MeirellesCarlos MarunMDB
VOLTAR PARA O ESTADÃO