07.04.2018 | 09h05

‘Lulismo terá que se reinventar’

A condenação do ex-presidente e ex-torneiro mecânico Luiz Inácio Lula da Silva não ‘mata’ o lulismo, opina o colunista André Singer na Folha de S. Paulo. “Mas terá que se reinventar para sobreviver sem a liberdade daquele em torno do qual o movimento cresceu ao ponto de chegar à Presidência da República.”

No texto, Singer relembra a greve da Scania-Vabis em São Bernardo do Campo, em 1978, que projetou Lula como líder sindical, e analisa os fatos recentes frente à “negável capacidade de aglutinar o campo popular da política brasileira em torno de si.”

 


Mais conteúdo sobre:

Lulaprisão de Lula
VOLTAR PARA O ESTADÃO