04.09.2018 | 11h34

Lula no limite

“Perder a eleição não seria o pior cenário para o PT, que poderia compensar essa perda com a eleição de fortes bancadas no Congresso e no plano estadual, para comandar a oposição a um possível governo Bolsonaro”, escreve Merval Pereira no Globo.

Segundo o colunista, a estratégia de Lula de ir até o limite para manter seu nome como candidato à Presidência da República faz com que o ele protagonize por mais tempo a cena eleitoral, tornando secundária a transferência de votos para Fernando Haddad.


VOLTAR PARA O ESTADÃO