02.09.2018 | 08h20

Lula e Fachin

Foi uma ironia que o único voto a favor do registro da candidatura de Lula tenha partido de Luiz Fachin, relator da Lava Jato. Eliane Cantanhêde parte deste fato para analisar, em sua coluna no Estadão, o resultado da decisão do TSE, a incongruência do ministro e as consequências do indeferimento de Lula daqui para a frente. “Lula continua com imensa relevância no processo e, da cela, jogará todo o seu peso para eleger Haddad. Essa não é uma questão jurídica, é política e eleitoral. Ele é bom nisso”, escreve.


VOLTAR PARA O ESTADÃO