16.04.2018 | 06h56

Lula atrás das grades, por Vargas Llosa

A prisão de Lula era previsível, mas chamou a atenção do escritor peruano Mario Vargas Llosa que um contingente grande de brasileiros tenha se oposto a ela sob o argumento de que ele promoveu o combate à desigualdade quando foi presidente.

“Aqueles que pensam assim estão convencidos, aparentemente, que ser um bom governante tem a ver apenas com a execução de políticas sociais avançadas, e isso o isenta de cumprir as leis e agir com probidade”, diz o Nobel de Literatura em sua coluna no Estadão.


VOLTAR PARA O ESTADÃO